29 de outubro de 2010

Idosos

No passado dia 1 de Outubro, comemorou-se o dia internacional do Idoso. O mundo não pára.. o tempo passa por nós e vamos todos envelhecendo. O número de idosos tem crescido no mundo inteiro, muito por conta das conquistas tecnológicas e da medicina moderna que fez com que a esperança média de vida tenha aumentado.
O envelhecimento surge na actualidade como um verdadeiro fenómeno social, constituindo um desafio para a sociedade que tem de reflectir sobre questões com relevância crescente como a idade da reforma, a qualidade de vida dos idosos, os seus meios de subsistência, o seu estatuto na sociedade e a solidariedade intergeracional.
Se por um lado impera a necessidade de existirem serviços de geriatria que satisfaçam as necessidades populacionais, por outro lado é no combate á solidão que o comum do cidadão poderá dar o seu contributo no auxílio à população envelhecida.
O conceito de família tem sofrido constantes mutações com o passar dos anos e hoje em dia não são muito comuns as famílias numerosas caracterizadas por um convívio intenso e frequente entre gerações. Ora, os idosos de hoje em dia, provém de uma época em que isso era o comum conceito de família. Actualmente, com as diversas tarefas diárias que os diferentes elementos da família têm que cumprir, por vezes os laços afectivos, a cooperação e o contacto com os restantes membros são postos em causa. Isto faz com que se acentue o sentimento de solidão nos mais idosos. E se há idosos que têm a “sorte” de ter uma família que olha por eles, há muitos outros que se encontram em estados realmente alarmantes de solidão e abandono.
A Segurança Social e os seus serviços descentralizados não têm capacidade de resposta para as necessidades da nossa sociedade e penso que a solução estará inevitavelmente no incremento das IPSS, Casa do Povo e nas Cooperativas de Segurança Social. Por isso cumpre á população fomentar estas últimas. Há um dever moral de solidariedade e de justiça entre os indivíduos, e isto é indissociável à vida em sociedade!
O egoísmo e o egocentrismo tem que ser abandonados por todos nós e temos que ser mais atentos ao que nos rodeia, e é um facto inquestionável que todos podemos fazer muito mais pelos os outros do que aquilo que fazemos. A faixa etária com mais idade necessita de atenções redobradas, de forma a terem um fim de vida melhor e digno. Se todos contribuírem um pouco, proporcionaremos uma vida bem melhor aos idosos.

Intróito

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)


É com este espírito que irei desenvolver o meu blog.. Contra a "acomodação" instituída vou tentar materializar o que me vai passando pela cabeça perante o mundo que me rodeia.. Será o meu pequeno espaço onde me exprimirei sempre que algo me inquietar..