21 de novembro de 2012

O teu sorriso é eterno.. e não desaparecerá nunca!



Martinha..


Faz hoje um mês...
O dia 21 de Outubro trouxe consigo a triste notícia da tua morte.
Hoje o “choque” do falecimento começa passar.. mas agora vem a verdadeira tristeza e a saudade. É aquele sentimento de uma perda enorme.. Um sentimento gigante de vazio..
As coisas não são difíceis por ter sido uma surpresa. Já faz tempo que nos vínhamos a preparar para o pior. Assistimos ao teu desaparecimento diário e isso custou muito mesmo. Tudo fizemos para te fazer sentir melhor e para que te tivéssemos junto de nós por mais tempo. Demonstraste uma coragem inigualável e digna de registo: nunca transpareceste todo o sofrimento que te apoquentava! Em momento algum te revoltaste.. Em momento algum te lamentaste. Como é possível te conformares com esta triste sina que a vida teimou em te determinar? Eu não concebo que possas desaparecer assim!! Mas que sentido tem tudo isto? Tu irradiavas alegria para todos nós e fazias com que valesse a pena viver sempre com um sorriso!
A amizade é um sentimento muito nobre. E contigo consegui perceber a plenitude desse sentimento. Nunca pensei que os amigos se adorassem.. Pensava eu que isso era sentimento de namorados e família.. Mas não! Eu adoro-te de verdade e tu sabias disso.. Porque tu fazias a minha vida melhor! Contigo eu não conseguia estar triste!
Agora ninguém brinca comigo como tu o fazias.. Ninguém me procura noiva da forma como tu o fazias! E as lembranças que ficam de todos os nossos momentos partilhados, bons e maus, fazem-me sorrir… Porque é assim que me vou lembrar sempre de ti: com um sorriso rasgado nos lábios!
Não gosto de despedidas.. Não quero um “até sempre” ou um “até já”.. Tu estejas onde estiveres, sei que estás comigo e com todos aqueles que sentem a tua falta agora que partiste.
O teu sorriso é eterno.. e não desaparecerá nunca!